29 de ago de 2010

Canção de Outono (Flor de Bem-me-quer, Mal-me-quer) De Marcelino Ferrer (2006)


Nossos pais nos contaram que a terra
É uma flor no espaço a girar
É uma flor, forma e cor pra se ver
É uma flor, vida pra se cuidar

Porque vivenciaram guerra e paz
Nossos pais tem o dom de ensinar
Que a vida é aquilo que se faz
Do caminho que se caminhar

O dia recomeça a cada vez que o sol renasce
Como a vida se renova
Na semente que se parte há vida

O novo sol, luz viva de cada manhã é o novo sol
Tem tanto pra contar
Do alto do seu tempo viu viver e morrer na terra

Veja a flor, luz plantada na terra
Veja a flor arrancada do chão
Veja o rio que desce da serra
Veja um rio de poluição

Veja o mar que encanta os olhos
E as florestas das quatro estações
Veja o mar inundado de óleo
E as florestas que imitam os sertões

Nossos pais nos contaram que a terra
É uma flor como a flor que não há
É uma flor bem-me-quer, mal-me-quer
É uma flor a se despetalar
Nossos pais nos contaram que já é tempo
De aprender e ensinar a amar

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DEIXE AQUI A SUA MARCA... COMENTE!!!