26 de set de 2012

Evolução do código WEB


Web é todo o conteúdo que o usuário final pode acessar na rede. Sendo que, a web já passou por transformações evolutivas - evolução do código e dentre elas existem a: WEB 1.0, WEB 2.0 E WEB 3.0.


Web 1.0

A web 1.0 é considerada como estática, sendo que seus conteúdos não podem ser alterados pelos usuários finais. Todo o conteúdo da página é somente leitura, por isso o termo estático. Na web 1.0 não existia a interatividade do usuário com a página, onde somente o webmaster ou o programador pode realizar alterações ou atualizações da página.

Web 2.0

A web 2.0 é o que usamos atualmente, destaca-se por ser dinâmica, sendo o contrario da web 1.0 que é estática. Se referindo a web 2.0, dinâmico indica a interatividade e participação do usuário final com a estrutura e conteúdo da página. Onde o usuário final pode postar comentários, enviar imagens, compartilhar arquivos e
fazer milhares de outras coisas que a web 1.0 não permitia, uma das principais mudanças da web 1.0 e a web 2.0 foi que o usuário diminuiu a taxa de download (baixar) e aumentou a de upload (mandar um arquivo no computador), ou seja, isso indica que o usuário está interagindo mais com a web e trocando mais informações em forma de compartilhamento.
A Web 2 é chamada de Web participativa ou colaborativa.
O termo Web 2.0 é usado para descrever a segunda geração da World Wide Web. Nos últimos anos tem-se verificado uma alteração da forma como a Web é encarada . Esta passou a ser vista como uma plataforma onde publicar passou a ser fácil e disponível para todos. A publicação de conteúdos e a possibilidade de comentar têm desenvolvido o espírito crítico para além de aumentar o nível de interação social – redes sociais.
O termo Web 2.0 não é um termo claro. Muitas das vezes é usado para descrever uma alteração no uso da tecnologia da World Wide Web (teia), em vez de, descrever a criatividade, a partilha de informação e a colaboração entre os utilizadores.
O conceito Web 2.0 levou ao desenvolvimento e evolução de comunidades baseadas na Web e em serviços de alojamento, como os sites de redes sociais, de partilha de vídeos, blogues, wikis.

Web 3.0

A web 3.0 é uma evolução da 2.0, pois tem o intuito de mudar as formas de pesquisas para facilitar a vida do usuário da web 2.0, afim de que possa suprir as necessidades de hoje que são consideradas, extravasação de dados, ou seja, o usuário está postando muitos dados aleatoriamente e isso dificulta a localização. A web 3.0 também vem proporcionar a interatividade entre, homem e máquina, melhorando as linguagens de programação para que o homem e a máquina falem a mesma língua. Como exemplo, podemos utilizar o Google, pois inovou seu site com uma nova forma de pesquisa interativa, que o usuário pode encontrar informações sobre o arquivo que ele adicionou na barra de pesquisa do site do Google. Essa é uma das formas que podemos apresentar a web 3.0 que ainda é só um conceito que está chegando a sua fase final e entrando em aplicação.
A Web 3 é chamada de Web semântica ou marketing e é a terceira geração da Internet. Esta nova geração prevê que os conteúdos online estarão organizados de forma semântica, muito mais personalizados para cada internauta, sites e aplicações inteligentes e publicidade baseada nas pesquisas e nos comportamentos. Esta nova Web também pode ser chamada de "A Web Inteligente".
O termos Web 3.0, atribuído ao jornalista John Markoff do New York Times, é uma evolução do termo Web 2.0 que foi criado por Tim O'Reilly durante a conferência O'Reilly Media Web em 2004.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DEIXE AQUI A SUA MARCA... COMENTE!!!